• Detalhe pintura Aredores de Curitiba
  • Detalhe pintura Duas Racas
  • Detalhe pintura Entrada Barra Sul Por do Sol
  • Detalhe pintura Mulher Desconhecida
  • Detalhe pintura Paisagem com Lírios
  • Detalhe pintura Paisagem Paranaense

Notícias

12/09/2019

Artistas da Bienal de Curitiba fazem residência artística no Museu Casa Alfredo Andersen

Três profissionais, da Itália e da China, estão usando os ateliês do espaço para produzir obras que estarão expostas em museus estaduais a partir do dia 21
 

Os ateliês da Academia Andersen, espaço de cursos do Museu Casa Alfredo Andersen (MCAA) estão com uma movimentação diferente nas últimas semanas: três artistas estrangeiros, que farão parte de exposições da Bienal de Curitiba, um dos eventos de artes plásticas mais relevantes do país, estão utilizando o espaço como residência artística (quando o artista fica imerso em um espaço por algumas semanas para desenvolver uma nova obra).
Christian Balzano é conhecido por suas obras em papel ouro.
Christian Balzano é conhecido por suas obras em papel ouro.

Da Itália, estão no MCAA o escultor Alberto Salvetti e Christian Balzano. Salvetti é conhecido por utilizar estruturas de ferro como material base do seu trabalho; uma das obras que está em produção é uma escultura inspirada em uma familia de javalis. Ele, inclusive, estuda a anatomia desses animais para realizar o trabalho, que será exposto no Museu Paranaense durante a Bienal. Já Balzano é conhecido por suas obras em papel de ouro, que geralmente são instaladas em espaços públicos. Os trabalhos do artista serão expostos no Museu Oscar Niemeyer (MON).

 Retratos

O chinês trabalha com retratos "face a face". Na foto, o diretor do MCAA com obra pintada pelo artista.
O chinês Tong Yanrunan trabalha com retratos "face a face". Na foto, o diretor do MCAA com obra pintada pelo artista.

As pinturas "face a face" são a especialidade do chinês Tong Yanrunan. O artista, que viaja ao mundo produzindo retratos (que trazem sempre uma face mais abstrata, mas ainda com traços fortes da pessoa retratada), está realizando pinturas de várias personalidades de Curitiba, como artistas, gestores e políticos.

Intercâmbio

Além de usarem os ateliês da Academia Andersen, a presença dos artistas está gerando um intercâmbio com os alunos do espaço, que podem observar o trabalho, as técnicas empregadas, trocar ideias e experiências. "Esse acompanhamento por parte dos alunos é muito salutar para a academia", diz o diretor do MCAA, Luiz Gustavo Vardanega Vidal Pinto (Vidal).

Os três artistas continuam as suas residências artísticas no espaço até dia 20 de setembro.

 

O MCAA

O Museu Casa Alfredo Andersen (MCAA) é um dos equipamentos culturais sob gestão do Governo do Estado do Paraná. O edifício, do final do século 19, é um dos tesouros do centro histórico de Curitiba e serviu de residência e ateliê para o pintor norueguês Alfredo Andersen. A instituição guarda e exibe parte do seu acervo, com pinturas, desenhos e objetos pessoais. Além disso, o museu conta ainda com um anexo muito importante para o ensino das artes, a Academia Andersen, espaço que oferece cursos de arte para a formação cultural da comunidade. No total, estão disponíveis 36 oficinas, em horários pela manhã, tarde e noite.

 

Serviço:

Museu Casa Alfredo Andersen (MCAA)

Rua Mateus Leme, 336. Centro.

Visitação de terça a sexta-feira das 9h às 18 horas. Sábados, domingos e feriados das 10h às 16 horas.

(41) 3222-8262 | www.mcaa.pr.gov.br

Entrada franca

Fonte: Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura (SECC).

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.